segunda-feira, 16 de novembro de 2009

Historico da massagem terapêutica


A massagem terapêutica tem fortes raízes na medicina popular chinesa, mas também possui muitos aspectos em comum com outras tradições de cura, como a medicina indiana de ervas e a medicina persa.

Acredita-se que a arte da massagem tenha sido mencionada pela primeira vez por escrito em cerca de 2000 a.C., e desde cerca de 500 a.C. vem sendo descrita intensamente, em livros.

A literatura médica histórica egípcia, persa e japonesa está cheia de referências à massagem. O médico grego Hipócrates advogava a massagem e os exercícios de ginástica. Asclepíades, outro eminente médico grego, confiava exclusivamente na massagem em sua prática.

Galeno, nascido em Pergamo Grécia ─ 129 -199 a.C. ─ exerceu sua medicina em Roma; utilizava a massagem para favorecer e relaxar a musculatura dos gladiadores. Em uma de suas obras escritas cujo título é “Gimnastica” estabelece diversas pautas com noções claras e concisas de diversas manobras de massagem e de exercícios com fins curativos.


A medicina manual, que sempre fez parte da arte da medicina, é o uso das mãos no tratamento do ferimento e da doença. Seu valor terapêutico é obtido com as mudanças na estrutura e no tecido mole, ao invés de com a cirurgia ou substâncias farmacêuticas. A massagem pode ser considerada uma parte da medicina manual, embora através da história tenha-se mantido independente na promoção da saúde. A medicina manual cresceu, tornando-se o alicerce da osteopatia, da quiroprática e da fisioterapia.

Na China, a massagem tem sido conhecida por dois nomes. Anmo amma, o nome mais antigo, significa pressão-fricção; Tui-na, de origem mais recente, significa empurre-puxe. Esses métodos chineses eram administrados fazendo-se massagem com as mãos e usando-se uma leve pressão e tração em todas as articulações.

O reconhecimento da massagem e de suas aplicações já era bem conhecido na medicina chinesa à época da dinastia Sui (589-617). Os japoneses conheceram a massagem através dos escritos dos chineses. A massagem tem feito parte da vida na Índia há mais de três mil anos ( introduzida pelos chineses).


A massagem de corpo inteiro com óleos (unção) remota às práticas judaicas (benefícios rituais, higiênicos e terapêuticos). O antigo povo maia da América Central, os incas da América do Sul e outros povos nativos do continente também usavam métodos de massagem e de manipulação de articulações.

2 comentários:

Ocorreu um erro neste gadget
Related Posts with Thumbnails