quinta-feira, 31 de agosto de 2017

Massagem emocional



Algumas pessoas perguntam a diferença da Massagem Relaxante para a Massagem que eu faço, então vou explicar um pouco.

Toda massagem é relaxante, porém o meu foco é o lado terapêutico, ou seja, a massagem é uma das técnicas que eu utilizo para entrar em contato com o lado emocional da pessoa. A nossa Pele é o nosso maior órgão, ela reveste todo nosso corpo, então o primeiro contato que temos é com a nossa pele. Através da massagem eu tenho esse primeiro contato evou analisando as tensões, quais locais possuem fluxo energético bloqueado, a textura, retenções de líquidos e etc.

Aí conforme cada indivíduo eu vou aplicando técnicas diferentes de Massoterapia. Por isso meu atendimento é bem completo com resultados rápidos e visíveis na primeira sessão, eu trato a parte física, energética e emocional, aliviando tensões e dores em geral.

quarta-feira, 30 de agosto de 2017

Massagem e desprazer


Quando pergunto à alguém porque quer receber uma massagem, a resposta quase sempre tem relação com o relaxamento, em outras palavras, com a vivência ou permanência do prazer. Claro que a massagem leva a isso, mas o caminho muitas vezes não é tão direto. Os corpos em muitos casos estão ferido, tensos, defendidos, com pouca energia e vivacidade. 

Antes de chegar ao relaxamento é comum encontrarmos muitas resistências que estão instaladas no corpo cumprindo uma função que para aquela psique é fundamental á sua existência. São bloqueios adaptativos que demandam tempo para que o corpo que recebe a massagem aceite sua dissolução.


Existem muitos níveis de massagens, existem aquelas que são em determinado sentido "recreativa" que serve perfeitamente para algum contexto, entretanto, quando se quer um corpo mais presente, mais vivo, livre dos bloqueios, que são fontes intermináveis de desprazer, infelizmente temos que passar por certos obstáculos. Não que dou importância a dor, mas não podemos ultrapassá-la se não absorvermos, se não a sentimos de modo a colher a energia que até então era usada para sua contenção. Passando essa fase, entramos sem medo em contato com a energia vital, que em si é uma grande fonte de prazer e alegria
Andrade de Camposhttp://www.recantodasletras.com.br/artigos/6091790

terça-feira, 29 de agosto de 2017

Segundo FOLHA SP, efeito de massagem contra dor...



Estudo mostrou, pela primeira vez, via bioquímica acionada pela prática
Para os autores da pesquisa, comprovação pode aumentar índices de recomendação médica da terapia

Na prática, já se sabia desde a antiguidade clássica, pois gregos antigos e chineses praticavam massagem em seus atletas depois de exercícios. Mas só agora uma equipe de cientistas, no Canadá, demonstrou o mecanismo bioquímico pelo qual a massagem faz efeito terapêutico.

O estudo foi publicado na edição de hoje da revista médica americana "Science Translational Medicine" pela equipe coordenada por Justin Crane e Mark Tarnopolsky, da Universidade McMaster, do Canadá.

Usando um grupo de 11 voluntários que realizou exercícios físicos, recebeu massagem feita por profissionais e, depois, foi submetido a biópsias nos músculos afetados, Crane e seus colegas documentaram as mudanças biológicas nos tecidos.

"Depois de dez minutos de massagem, vias de sinalização que respondem a estresses mecânicos foram ativadas. A massagem reduziu sinais de inflamação, e células musculares massageadas eram mais capazes de formar novas mitocôndrias", escreveu o editor da revista.

Exercício demanda energia. Graças à massagem, as células musculares produziram com mais eficiência "organelas" (pequenos órgãos dentro das células) ligados à produção de energia, essas mitocôndrias.

Ou seja, a massagem terapêutica facilita a recuperação após danos musculares.
"A massagem depois da prática esportiva ajuda em duas coisas", afirma Victor Liggieri, coordenador do setor de fisioterapia do Grupo de Dor do Hospital das Clínicas da USP.

"Há uma dor normal pós-exercício. A massagem reduz o tempo da recuperação muscular. E reduz o índice de lesão patológica, por exemplo, um estiramento muscular", diz Liggieri. Isto é, um alongamento, abrupto, do músculo, faz com que ele passe do seu limite elástico natural e o deixa contraído. E isso pode durar semanas, meses.

"Mas não é só o atleta que está em risco", diz o fisioterapeuta. O chamado atleta de fim de semana é a clássica vítima de dor muscular.

O objetivo do estudo canadense descrito agora era justamente avaliar essa situação em que pessoas sem condicionamento físico sofrem dor muscular.
O estudo envolveu testar os músculos das pernas de voluntários submetidos a exercícios exaustivos.

Dez minutos de massagem reduziram os sinais de inflamação nas células. E, algo que vai merecer mais estudo, o resultado foi parecido ao produzido por analgésicos.

Segundo os autores, é importante dar validade científica a tratamentos baseados no toque, que são cada vez mais procurados em substituição ou de forma complementar ao atendimento médico convencional. Além disso, livraria os pacientes de efeitos colaterais de analgésicos e anti-inflamatórios.

RICARDO BONALUME NETO

DE SÃO PAULO

segunda-feira, 28 de agosto de 2017

Bloqueio de energia e de emoções - Couraças Musculares


Bioenergética - Couraças musculares


A energia orgone e as couraças musculares. É importante termos consciência de como nossas emoções, sentimentos reprimidos, afetam nosso corpo, e , para isso, devemos entender como funciona esta energia e cada uma das couraças.

Reich, foi quem, no ocidente, identificou a topologia energética do ser humano. Da mesma natureza do "c´hi" chinês e do prana indiano, esta energia denominada orgone, percorre o corpo no sentido longitudinal. A energia orgone flui através da musculatura organizando nossas emoções afetivas. O bloqueio desta energia, inscreve-se no corpo pela contração muscular que inibe sua expressão legítima.

Tais tensões se estabelecem no corpo em sentido transversal, formando anéis de couraça.

A couraça impede de sentir e de se expressar livremente. O homem torna-se semelhante a uma pedra (fria, imóvel). Reich identificou 7 anéis, conforme descrito abaixo:

1. OCULAR: complexo, compreende cérebro, audição e visão.
Os olhos como espelho da alma, traduzem o que ocorre no nosso interior e servem para estabelecer o primeiro contato que se inicia com a mãe durante a amamentação. Têm a função de contato, impressividade e expressividade.
O encouraçamento deste segmento pode se expressar como desatenção, cefaléias, fotofobia, falta de contato, disfunções do movimento ocular. Principal emoção contida: MEDO.

2. ORAL: A boca é o sistema equilibrador de todo nosso sistema energético, possibilitando o segundo ato vital do ser humano que é a sucção. Na fase oral, o contato com o seio materno serve como matriz emocional que vai se refletir em toda a vida do indivíduo. No adulto, a boca tem função nutritiva, expressiva e de vocalização.

Couraças neste segmento podem se expressar pela contração e tensão excessiva dos músculos mastigatórios como bruxismo noturno (ranger os dentes dormindo) e distúrbios da ATM (articulação têmporo-mandibular). Principal emoção contida: RAIVA

3. CERVICAL: O segmento cervical serve de ponte e ligação entre a cabeça - pensamento e consciente e o corpo -desejos e vontades - inconsciente. Inclui músculos da fala, deglutição, sustentação e movimentos da cabeça, glândula tireóide. A postura da cabeça e pescoço expressam a forma em que a pessoa se coloca no mundo: orgulho, submissão, ameaça, etc. A vocalização indica como a pessoa expressa suas emoções, relacionando-se com o ambiente. Principal emoção contida: NARCISISMO.

Sintomas e encouraçamento englobam: alteração do timbre da voz, sensação de "bolo" na garganta, tosse nervosa, dificuldade de chorar e gritar, distúrbios posturais, torcicolos, cefaléias de origem cervical, artrose cervical.Choros e gritos contidos, bem como "nãos" não ditos contribuem para o encouraçamento deste segmento.

4. TORÁCICO: Ligado à vitalidade da pessoa, ao importante processo da respiração e a órgão vitais de troca energética entre o meio interno e externo (caixa torácica e pulmões). Representa a forma em que a pessoa entra em contato com o meio externo e sociedade e sua capacidade de amar.

A respiração alterada por encouraçamento neste segmento pode ser expressa através da dificuldade para expirar (botar o ar para fora) e conseqüentes deformidades torácicas como o peito inflado, doenças respiratórias como asma. Nestes casos, o indivíduo se defende do contato com o meio externo e têm medo ou pânico de sair de sua segurança ilusória.

No caso da dificuldade de inspirar (botar o ar para dentro), o indivíduo por pena de si mesmo, tristeza ou insegurança, tem medo do contato com o meio externo, estando sujeito a distúrbios pulmonares como pneumonias e atelectasias.

Musculatura do ombro (trapézio, escaleno e ECOM) excessivamente tensa e contraída pode estar relacionada ao excesso de medo ou de pressões do cotidiano, associado geralmente a anteriorização da cabeça, pois se tem que se seguir em frente. Principal emoção contida: CHORO.

Uma pessoa com a parte anterior do tórax fechada e encurtada associada a um arqueamento exagerado das costas (hipercifose torácica ou corcunda) se relaciona, segundo Lowen, ao excesso de medo do contato e à raiva contida.

Através da respiração, exercícios visando alongar a musculatura encurtada e reequlibrar a alongada, propiciamos o desbloqueio desta couraça, abrindo seu coração e sua autoconfiança e a capacidade de amar.

5. DIAFRAGMÁTICO: Está diretamente relacionado à respiração e às emoções. Órgãos: diafragma, fígado, vesícula, estômago e duodeno.

6. ABDOMINAL: Órgãos: músculos abdominais, intestinos e rins.
Relaciona-se às emoções e sensações mais primitivas. Sintomas de encouraçamento incluem: musculatura abdominal flácida ou hipertônica, gerando quadros de dores lombares e/ou hiperlordose lombar (excesso da curvatura da coluna lombar), prisão de ventre ou diarréia, bloqueio da passagem de energia da pelve para o coração.

7. PÉLVICO: Tem a ver com a sexualidade humana e com a maneira em que se relaciona e transforma essa energia. A energia sobe pelos pés, pernas, chegando à pelve. A forma de contato dos pés e pernas com o chão indicam o grau de estabilidade, segurança e independência do indivíduo. Joelhos levemente dobrados (fletidos) e dedos em garra indicam pessoas muito terra e com dificuldades de abstrair, ousar ou criar. O contrário, ombros como se fossem ombreiras, altos, e dificuldade de colocar o calcanhar no chão refletiriam dificuldades de encarar o aqui e agora, de "aterrar".

A pelve constantemente contraída (em retroversão) estaria relacionada com a perda constante de energia sexual, implicando na falta de energia para realizações.

Já o famoso "bumbum empinado" (com a pelve em anteroversão) seria um indicativo de excesso de energia sexual não canalizada por frustrações, medo ou raiva.

"O ideal é sempre o equilíbrio".

Lowen, Alexander - Bioenergética (1975) - São Paulo, Ed. Summus, 6ª edição, 1982.

sábado, 26 de agosto de 2017

O poder do toque





Até há pouco tempo, gestos como um afago ou um tapinha nas costas eram ignorados pela ciência.
“ Tocar pode significar dar vida”, dizia o mestre renascentista Michelangelo Buonarroti. Na célebre pintura do artista italiano, no teto da Capela Cistina, no Vaticano, A Criação de Adão, Deus insufla vida ao primeiro homem tocando seu dedo indicador. Para os cientistas, entretanto, o toque nunca havia despertado muito interesse. Um tapinha nas costas ou uma carícia no braço são, em geral, colocados na relação de gestos incidentais como franzir a testa ou apoiar o queixo na mão. Na verdade, não são.
Estudos recentes demonstram que o toque é muito mais importante do que se imagina. Ele é fundamental, por exemplo, na comunicação humana, no estreitamento de relações e na saúde. “(O toque) é a primeira linguagem que aprendemos e nosso mais rico meio de expressão emocional através da vida”, diz o norte-americano Dacher Keltner, professor de psicologia da Universidade da Califórnia, Berkeley, um dos mais renomados pesquisadores da área.
O antigo menosprezo em relação ao toque provavelmente tem raízes no modo como cada cultura o vê. Os primatas passam entre 10% e 20% de seu tempo de vigília afagando a pele ou os pelos de outros membros de sua comunidade, porque o exercício é um meio importante para construírem relacionamentos de cooperação. Entre os parentes humanos, porém, esses índices são bem mais variáveis. Norte-americanos e ingleses, por exemplo, quase não se tocam, enquanto povos de origem latina, como brasileiros e italianos, tocam-se muito.
Nos anos 1960, o psicólogo canadense Sidney Jourard já salientava essas diferenças ao estudar conversas entre amigos de várias partes do mundo.
Animais lambidos e acariciados pelas mães, na infância, se mostram mais calmos e resilientes diante de fatores de estresse na fase adulta, além de exibirem um sistema imunológico mais forte
Os ingleses que ele observou, por exemplo, não se tocaram nenhuma vez; os norte-americanos, duas. Já os franceses tocaram um ao outro 110 vezes por hora e os porto-riquenhos, 180 vezes por hora. Em inglês, a recorrente expressão “don’t touch me” (não me toque) é considerada um indicador do caráter reservado dos anglo-saxônicos.
Não tocar o outro ou tocá-lo pouco não impede, é claro, as sociedades de atingirem um estágio adiantado de desenvolvimento, como a inglesa e a norte-americana são exemplos. Mas a ciência moderna mostra que o toque é muito benéfico – algo observável já no início da vida. Segundo um estudo da médica norte-americana Tiffany Field, diretora do Instituto de Pesquisas do Toque da Universidade de Miami, bebês prematuros que receberam três sessões diárias de 15 minutos de massagem terapêutica (o processo pelo qual vários tipos de toques e carícias são aplicados no corpo para melhorar a saúde e aumentar o bemestar), por um período de cinco a dez dias, ganharam 47% de peso a mais do que aqueles cujo tratamento seguiu o roteiro tradicional.
Toque divino: detalhe de A Criação de Adão, pintura de Michelangelo no teto da Capela Sistina, no Vaticano, em Roma.
Uma pesquisa com ratos, feita pela psicóloga norte-americana Darlene Francis e pelo psiquiatra canadense Michael Meaney, revela que os animais muito lambidos e acariciados pelas mães, na infância, se mostram mais calmos e resilientes diante de fatores de estresse na fase adulta, além de exibirem um sistema imunológico mais forte.
Segundo Keltner, é bem possível que esteja aí a explicação de por que os bebês humanos deixados em orfanatos e privados de contato físico não atingem as medidas esperadas de altura e peso e apresentam problemas comportamentais ao longo da vida. “Contato físico insuficiente durante o crescimento pode estar relacionado ao risco de depressão em idade adulta”, reforça o neurocientista inglês Francis McGlone.
O poder calmante do toque foi documentado num estudo com mulheres conduzido pelos neurocientistas norteamericanos James Coan, Richard Davidson e Hillary Schaefer, da Universidade da Virgínia. As participantes foram colocadas num aparelho de ressonância magnética funcional e, avisadas de que ouviriam uma explosão seguida de “ruído branco” (tipo de barulho produzido pela combinação simultânea de sons de todas as frequências), apresentaram uma atividade intensa nas áreas do cérebro relacionadas a ameaça e estresse. Nada disso aconteceu, entretanto, com as participantes cuja mão era segurada por seu parceiro. O toque parece ter desativado a reação de medo nessas voluntárias.
As massagens feitas entre os membros de um casal podem render ainda mais dividendos, segundo estudos de Tif fany Field. Além da redução da dor, as vantagens incluem o alívio da depressão e o fortalecimento dos laços afetivos.
Uma pesquisa da Universidade da Califórnia, Berkeley, conduzida pelo nor te-americano Matt Her tenstein (hoje professor de psicologia na DePauw University) e com a participação de Keltner, investigou se os humanos podiam comunicar claramente emoções, como a compaixão, por meio do toque. Os pesquisadores montaram no laboratório uma divisória que separava dois voluntários, um desconhecido do outro. Enquanto um deles punha seu braço num espaço específico aberto na divisória, e aguardava, a pessoa do outro lado recebia uma lista de emoções, que devia transmitir uma a uma por meio de um toque de um segundo no antebraço do parceiro.
Segundo Keltner, dado o número de emoções em exame, as probabilidades de adivinhar a alternativa certa pelo acaso eram de cerca de 8%. “Mas, notavelmente, os participantes adivinharam a compaixão corretamente, cerca de 60% do tempo”, disse. Gratidão, raiva, amor e medo também tiveram índices de acerto acima dos 50%. Percebeu-se ainda que as pessoas não apenas identificam a gratidão, a compaixão e o amor transmitidos pelo toque como podem também diferenciar os tipos de toque usados com essa finalidade.
“Costumávamos pensar que o toque servia apenas para intensificar as emoções comunicadas”, afirmou Hertenstein. “Agora, nós o vemos como um sistema de sinalização muito mais diferenciado do que havíamos imaginado.” Esse e outros estudos levaram Keltner a concluir que o toque é uma linguagem primordial da compaixão e uma ferramenta básica para disseminá-la.
Toques solidários com as mãos, abraços e peitadas são frequentes entre os campeões de basquete do Los Angeles Lakers.
Responsabilidade partilhada
Quando relaxadas, as áreas pré-frontais do cérebro tornamse liberadas para executar uma de suas funções primárias: a resolução de problemas. Segundo o psicólogo norte-americano James Coan, da Universidade da Virgínia, o toque que sugere apoio leva o cérebro a trabalhar nesse sentido, por ser entendido pelo corpo como a informação de que alguém está ali para ajudar. “Pensamos que os humanos constroem relacionamentos precisamente por essa razão, distribuir a resolução de problemas pelos cérebros”, afirmou Coan ao jornal The New York Times. “Estamos conectados para literalmente partilhar a carga de processamento. Esse é o sinal que obtemos quando recebemos apoio por meio do toque.”
O toque tem um potencial, na saúde, que vai muito além do simples relaxamento. Só recentemente se começou a dedicar mais atenção a essa área. Já se sabe que um toque carinhoso básico acalma o estresse cardiovascular e ativa o nervo vago, diretamente ligado à resposta compassiva da pessoa. Tocar pacientes com a doença de Alzheimer lhes dá grandes benefícios em termos de relaxamento, redução da depressão e estabelecimento de conexões emocionais com outras pessoas.
De acordo com Tiffany, a massagem terapêutica reduz o cortisol, hormônio ligado ao estresse, e aumenta a produção de dois neurotransmissores, a dopamina (que estimula a atividade do sistema nervoso central) e a serotonina (responsável, entre outras funções, pela liberação de diversos hormônios e associada ao estado de felicidade).
No Instituto de Pesquisas do Toque, Tiffany tem feito diversas experiências de massagem terapêutica em pacientes com os mais variados problemas de saúde. “Não há uma única condição que tenhamos observado – incluindo o câncer – que não tenha respondido positivamente à massagem”, afirma. Nos estudos ela constatou que a massagem terapêutica alivia problemas autoimunes (amplia a função pulmonar em casos de asma e reduz os níveis de glicose na diabete) e aumenta a função imune (por exemplo, eleva o número de células de defesa em pessoas com HIV ou com câncer). Ela descobriu ainda que crianças autistas (as quais, segundo se acreditava, detestam ser tocadas) adoram ser massageadas pelos pais ou por um terapeuta.
O toque também ajuda a deixar as pessoas mais alertas e melhora seu desempenho. Um estudo da Universidade da Califórnia, Berkeley, publicado em 2010 na revista Emotion, avaliou se há uma relação entre as vitórias dos times da National Basketball Association (NBA, a liga norte-americana de basquete) e os toques entre jogadores.
Os pesquisadores descobriram que dois dos times de melhor rendimento – o Boston Celtics e o Los Angeles Lakers – eram os líderes em toques entre jogadores (foram considerados toques o bater de mãos espalmadas, os abraços e as peitadas). Já as duas equipes nas quais os jogadores menos se tocavam, o Sacramento Kings e o Charlotte Bobcats, tiveram desempenho medíocre.
A educação é outra área que pode se beneficiar do toque. Em um estudo do psicólogo francês Nicolas Gueguen, abordado em artigo publicado na revista Journal of Social Psychology, estudantes tocados no antebraço pelo professor evoluíram em termos de comportamento e produtividade, na comparação com os colegas não tocados. Gueguen verificou ainda que, quando os professores dão tapinhas amigáveis em alunos, estes ficam três vezes mais propensos a participar ativamente da aula.
Para Dacher Keltner, as pesquisas confirmam que existe uma conexão com um nível físico básico que deve ser exercitada. A princípio, ela não tem contraindicações e sua crescente lista de vantagens é cada vez mais lastreada em dados científicos, sem subjetivismos psicológicos. Quando alguém afirma a Tiffany Field que a massagem que ela e sua equipe aplicam é bemsucedida porque “faz a pessoa se sentir bem”, a médica não deixa por menos: “Ora! A massagem funciona porque muda toda a sua fisiologia.”
“Não há uma única condição de saúde que tenhamos observado – incluindo o câncer – que não tenha respondido positivamente à massagem”, afirma a médica Tiffany Field, da Universidade de Miami.
A rota orgânica do toque
O neurocientista inglês Francis McGlone, da área de pesquisa e desenvolvimento da multinacional Unilever, e uma equipe da Universidade de Gotemburgo (Suécia) descobriram, em 2008, uma fibra nervosa, a fibra-C, que responde pela sensação de prazer originária de um toque agradável. Uma vez ativada, essa fibra leva a sensação ao córtex órbito-frontal (a área do cérebro que regula as emoções e está relacionada aos sistemas de recompensa e compaixão), o que causa a liberação de hormônios ligados ao bem-estar.
Entre eles está a oxitocina, o “hormônio do amor”, que, além de influenciar no estabelecimento e na manutenção de relacionamentos, estimula a confiança e reduz os níveis do cortisol, o hormônio do estresse.
McGlone ressalta que as fibras-C não têm relação com o prazer experimentado ao se friccionar órgãos sexuais, nem com as palmas das mãos ou as solas dos pés. Segundo o neurocientista, a fórmula perfeita para um toque carinhoso é fazê-lo numa extensão entre quatro e cinco centímetros de comprimento por segundo, aplicando dois gramas de pressão por centímetro quadrado.
McGlone salienta ainda que as mensagens de prazer originárias do toque seguem da pele para o cérebro por fibras nervosas similares às que enviam a sensação de dor – o que explicaria, por exemplo, por que um estímulo de dor é aliviado quando a região em que surge é imediatamente massageada ou acariciada.

sexta-feira, 25 de agosto de 2017

Benefícios Complementares da Massagem


 
Benefícios da Massagem Para Ansiedade: Dispensado será dizer que ansiedade e outras angústias mentais são companheiros infelizes de quase todos, em algum momento de sua vida. A fim de eliminar estas alterações mentais, as sessões de massagem podem desempenhar um papel importante. Crianças, bem como adultos, podem alcançar uma mente livre por ser massageado regularmente.


Benefícios da Massagem Para o Crescimento Infantil: As sessões para bebês são recomendadas por médicos em todo o mundo. A massagem ajuda no processo de ganho de peso em crianças, especialmente em bebês prematuros. Ele ajuda a fazer os tecidos musculares mais fortes do que antes.
Benefícios da Massagem Para Diabetes: A massagem ajuda a controlar o nível de açúcar no sangue, especialmente no caso das crianças. Esta é a razão para as recomendações de massagem como um curativo e preventivo, bem como a prática entre as crianças que sofrem de diabetes.
Benefícios da Massagem Para Imunidade: Nosso corpo, com o seu sistema imunológico forte, é competente o suficiente para lidar com vários tipos de infecções e ataques de elementos estranhos. Não há melhor prática do que massagem para dotar o seu corpo com um forte sistema imunológico. Isso ajuda na construção de células de proteção para neutralizar atacantes, como o câncer e as infecções virais.
Benefícios da Massagem Para o Câncer: Provou-se que as sessões de massagem extensas são capazes de reduzir os vários problemas causados por células cancerosas. Por exemplo, a massagem pode reduzir a dor e ansiedade associada com o câncer. Assim, a massagem é considerada como uma excelente solução para aqueles pacientes que sofrem de câncer.
Benefícios da Massagem Para o Sono: A massagem traz para seu corpo um feitiço e deixa-lo cair em relaxamento profundo. Isto leva sono adequado para os pacientes que sofrem de distúrbios do sono. Uma sessão de massagem depois de um longo dia agitado é suficiente para eliminar a exaustão em seu corpo e garantir um boa noite de sono para repor suas energias.
Benefícios da Massagem Para Problemas Cardíacos: A massagem é capaz de devolver o seu coração aos seus níveis funcionais normais de modo que não há ameaças à sua vida devido a um sistema cardiovascular com defeito.
Benefícios da Massagem Para Dor: A aplicação da massagem é recomendada por médicos e cirurgiões para os seus pacientes que sofrem de dor, especialmente após a cirurgia. Além disso, a dor de enxaqueca e dor nas costas também são comumente tratados pela massagem.

Benefícios da Massagem Para o Sistema Nervoso: A massagem tira a tensão que é dissolvido em nervos do corpo humano. Assim, nosso sistema nervoso é recarregado através da massagem e colocado de volta à sua funcionalidade normal.

quinta-feira, 24 de agosto de 2017

Massagem psico/físico/energético




A massagem em geral visa o equilíbrio psico/físico/energético, alivia o estresse, aumenta a circulação sanguínea e linfática, e drena as toxinas para ter uma recuperação muscular mais rápida. É uma forma de tratamento extremamente segura, inofensiva e deliciosa de receber. Sem exagerar, mais ou menos 90% das dores no corpo podem ser tratadas com massagem obtendo bons resultados.
Agenda sua sessão e sinta os benefícios!

quarta-feira, 23 de agosto de 2017

A Importância do Toque na Massoterapia



No mundo em que vivemos, o nosso corpo perdeu o conhecimento de como é o relaxamento e assim muitas pessoas não estão conscientes de como o estresse as afeta fisicamente e nem do que a massagem pode fazer por eles.
Na nossa sociedade a massagem tem sido vista como um luxo, mas na verdade ela é uma poderosa aliada para nos livrar do estresse e na recuperação da nossa saúde e do nosso bem estar.
A maneira como suprimos os sentimentos e as emoções é contraindo toda nossa musculatura. Estas tensões não sendo liberadas tornam-se crônicas, ficando os músculos em permanente tensão, criando rigidez no corpo e bloqueios à livre circulação dos fluidos corporais. Acumulando toxinas e resíduos celulares, acabarão por resultar em problemas corporais em maior ou menor grau de saturação.
Nos relacionamentos, na cura de doenças, o contato físico é um instrumento poderoso para uma vida melhor. O toque transmite amor, consciente ou inconscientemente, e pode desencadear alterações metabólicas e químicas. Em pesquisas realizadas sobre o toque, acredita-se que crianças que possuem a síndrome de Down começam a andar mais cedo quando recebem uma grande quantidade de abraços, toques e afagos maternais/familiares, provenientes de todos que as cercam . Alguns médicos empregam o roçar, ou qualquer técnica de estimulação sensorial, em pessoas com paralisias, para estimular espasmos e induzir a uma atividade muscular mais normal. Há relatos que, em mulheres em trabalho de parto, o contato físico torna as contrações mais toleráveis e diminui a necessidade de analgésicos e anestésicos . Numerosos experimentos mostram que o contato físico é eficiente, tanto dado quanto recebido. Mostram ainda, que nesta era de drogas miraculosas, amor, carinho e ternura são complementos importantes ao tratamento.
Os ferimentos traumáticos podem ser melhor tratados com todos os tipos de contatos físicos. Como exemplo, temos massagens que atuam revigorando células, tecidos e músculos. Os médicos afirmam que o contato físico, o toque e a massagem são aspectos importantes da reabilitação para qualquer caso. Ao tocar ou massagear, contribui-se para promover a tranqüilidade, o relaxamento, e o encorajamento do “espírito”, de modo que o corpo reaja e a sua dor ou a recuperação seja proporcionada.
A estimulação tátil e as emoções podem controlar a endorfina , o hormônio natural que alivia a dor, e assim proporcionar bem-estar . O contato físico, o toque, reduz o impulso da dor que vai para o cérebro, proporcionando outras sensações que o bloqueiam .
Usada como relaxamento a massagem permite reduzir as tensões que provocam dores, cansaço, noites mal dormidas, etc. Aumentando assim a capacidade de se enfrentar o dia-a-dia e suas exigências. Ela ativa a circulação e ajuda a eliminar toxinas, reduz o desconforto físico, alivia as dores, induz uma sensação de bem estar, assim como estimula o sistema imunitário.

A massagem, como agente do toque, é cada vez mais reconhecida como uma valiosa prática de cuidado com a saúde . O ato de aceitar alguém pelo que é, em seu corpo, e dele tratar fisicamente, por meio de toques e massagens, pode fazer maravilhas pela auto-aceitação e recuperação motora de uma pessoa, e trás benefícios a todos os níveis.

MASSOTERAPIA - Wagner S.M. Baptista.

terça-feira, 22 de agosto de 2017

Como a massagem pode ajudar a completar ciclos emocionais interrompidos do passado.


A massagem com frequência leva a uma vivência mais profunda do corpo, vivências essas que estão incompletas e perdidas no inconsciente. Vivências que no paradigma  do psiquismo do cliente é tida como proibida, seja porque é ancorada na culpa, ou porque o seu ego não tem estrutura pra lidar com a intensidade da sensação ou simplesmente porque a mudança de percepção causada pela integração da experiencia ao corpo deixaria a pessoa fora do grupo pertencente.


Esse fenômeno é relativamente comum numa massagem, mas pouco compreendido pela maioria dos massoterapeutas, que muitas vezes se conforma com um protocolo fixo de trabalho. Invariavelmente esse acontecimento leva a um desequilíbrio biodinâmico do cliente, alterando sua respiração, seu fluxo de líquidos pelo corpo e inclusive, altera a noção que ele tem de si mesmo. Isso acontece porque a massagem estimula o movimento ascendente da energia do corpo, sensações oceânicas, fenômenos que põe em risco suas fundações, suas defesas, e suas percepções habituais, trazendo-lhe medo e alguma confusão. Por isso, é importante no trabalho com a massagem o cuidado e uma observação minuciosa. A meta da massagem é não apenas melhorar o fluxo, mas também fazer com que o cliente suporte uma maior carga de energia, sem cair no medo ou na ansiedade.  O problema é  que a quantidade de energia que o corpo comporta tem estreita relação com as crenças e a auto imagem que cliente tem de si mesmo, ou seja, com as ideias que o cliente professa, sejam elas conscientes ou inconscientes.

Assim concluímos que o caminho do seu crescimento passa pelo corpo e pela cabeça, já que não se consegue aumentar de forma duradoura a carga do corpo sem dar  a ele uma compreensão do fenômeno nos termos em que o cliente  está habituado.

A massagem como exponho aqui é um método de relaxamento, mas também um método  de auto conhecimento. Pois esse relaxamento  é um ato de vontade, de auto entrega, e mais ainda,  de confiança na relação estabelecida com o terapeuta,



Andrade de Campos
http://www.recantodasletras.com.br/artigos/6086805

segunda-feira, 21 de agosto de 2017

Massagem – Transferência de energia


Diariamente estamos lidando com situações estressantes que desequilibram o bom funcionamento do corpo (hipertensão arterial, constipação, dor de cabeça, cansaço etc.) e afetam ainda o controle de nossas emoções (perda do humor, gastrite, descontrole de apetite etc.). É importante encontrar o melhor jeito de convier e lidar com as situações de pressão e tensão, que geram desconforto de desequilíbrio.
De certa forma, nos tempos modernos, as pessoas têm um estilo de vida sedentário demais. A maioria das pessoas que vive em cidades e grandes metrópoles têm pouca atividade física. Em seus empregos, elas realizam atividade nas quais seus músculos não são solicitados a trabalhar. Como não usufruem do ar puro, de alimentos cultivados naturalmente, ou da luz do sol, seus sistemas se tornam desequilibrados. Preocupações e tensões constantes aumentam a acumulação de toxinas em seus sistemas. O remédio melhor, mais fácil e mais natural possível para todos esses problemas é a massagem.
A massagem é uma interação de energia entre dois corpos. Quando recebemos ou fazemos massagens em alguém, não estamos só manipulando músculos, pele e ossos; estamos trabalhando com energias, tanto físicas quanto mentais. Há uma clara interação entre a psique do doador e a do receptor. É importante que os pensamentos estejam calmos para que a troca de energia seja pura.
A massagem proporciona longevidade, trabalha o equilíbrio entre mente, corpo e espírito, desenvolvendo a harmonia para alcançar a felicidade. Cuidar do próprio corpo requer dedicação e amor-próprio, a dedicação é diária e o amor-próprio estará se envolvendo a cada dia. Adotar uma postura de ser mais saudável trará muito mais prazer e alegria de viver. Sentir que seu corpo pode mudar a cada dia é, sem dúvida, uma necessidade para harmonizar o nosso dia-a-dia.
Quando a massagem é adotada como pratica diária, ela produz muitos benefícios positivos, experimente e sinta a mudança da energia positiva em sua vida.
Escrita por: Mariliz Sibikoski

domingo, 20 de agosto de 2017

Por que você deve marcar uma sessão de massagem?


Se você está em pé o dia todo ou acorrentado a uma mesa, não há melhor maneira de relaxar do que uma massagem no pé relaxante, pescoço ou ombro. Agora, os cientistas descobriram mais um motivo para entrar neste simples prazer. A massagem pode diminuir a depressão, pressão arterial e até mesmo ajudar a evitar resfriados. Quando foi a última vez que você teve uma?
Quais são os benefícios da massagem?
Massagens não são apenas gostosas, elas fazem bem, beneficiando quase todas as partes do corpo. Os principais benefícios da massagem são a melhoria da circulação e do movimento.

Depois de um treino intenso, massagens foram ajudam a reduzir a inflamação, produzindo um efeito semelhante aos analgésicos. E isso não é tudo. Mesmo uma rapidinha no centro comercial ou cadeira de massagem de 15 minutos é suficiente para abrandar a taxa de coração acelerado, pressão arterial e fazer com que o hormônio do estresse cortisol caia.

Um estudo nos EUA descobriu que 45 minutos de massagem sueca pesada leva a um pico de células brancas do sangue para combater bactérias, levando a um sistema imunológico melhorado em geral.
O estresse pode causar um aumento da tensão em todo o corpo , o que pode levar à ansiedade e pensamentos obscuros. A massagem ajuda a liberar o estresse e melhorar o equilíbrio entre corpo/ mente e, como resultado, permite uma perspectiva mais equilibrada em situações estressantes. Uma leve massagem também pode beneficiar o sistema respiratório, diminuindo as substâncias que provocam alergias e asma pois há um fluxo de oxigênio fresco e os nutrientes são liberados através do corpo, alimentando e fortalecendo o sistema imunológico, tornando-o mais capaz de reparar -se.

sábado, 19 de agosto de 2017

O que é Massagem Relaxante



A massagem relaxante é uma técnica que beneficia a flexibilidade e aumenta a circulação sanguínea do corpo. Psicologicamente falando, esses aspectos criam uma sensação de bem-estar e alegria, que ajudam a acalmar o corpo e a mente.

Para que serve a Massagem Relaxante

A massagem relaxante é indicada para pessoas que sofrem de estresse, fadiga, mau-jeito em qualquer parte do corpo, contraturas musculares, cansaço e dores no corpo.

Benefícios da Massagem Relaxante

Os benefícios da massagem relaxante são muitos, como bem-estar, relaxamento, mais consciência e intimidade com o próprio corpo, amplitude na percepção das sensações e sentimentos e renovação bioenergética. Além disso, a massagem também promove a descoberta de novas percepções quanto ao toque, revalorização da autoestima e da autoimagem, estímulo do potencial da sensualidade pessoal e a superação de traumas

sexta-feira, 18 de agosto de 2017


quinta-feira, 17 de agosto de 2017

OS BENEFÍCIOS DA MASSOTERAPIA PARA O EQUILIBRIO FISÍCOEMOCIONAL



A massagem é uma das técnicas terapêuticas mais antigas e simples. Ela existe desde a pré-história e desde o momento em que foi descoberta, a massagem passou a ser usada como método de alivio e cura de dores, e até na prevenção de doenças. Foi entendido que o toque feito no corpo de maneira correta, pode nos trazer muitos benefícios como melhor flexibilidade muscular, uma leveza no nosso corpo, tem massagens que auxiliam na liberação de toxinas que produzimos em nosso corpo ao longo do tempo, a massagem não é apenas usada como maneira de melhorar a estética, ela também é usada na melhora da saúde desde o período da Idade Média (PORTAL-EDUCAÇÃO, 2012). 

A massoterapia tem crescido bastante, e pode ser considerada uma nova ciência que tem seus diversos ramos de atuação como: a Shantala, a ayurvédica, o shiatsu, a reflexologia, a drenagem linfática, a relaxante, entre outras a se citar. Todas as técnicas de massagem no âmbito geral têm como objetivo o alivio de dores, prevenção de doenças, devolver ao corpo a saúde e manter o equilíbrio físicoemocional (VERONESE, 2009). 

A massagem cura o paciente como um todo, não só apenas a doença, mas também o motivo causador da doença, que na maioria das vezes pode ser o estresse emocional, mas também outros fatores podem desencadear doenças e também bloqueiam o tratamento medicamentoso nesses casos são propostos tratamentos complementares como a massagem (BRAZ, 2014). 

A massagem tem grande relevância no alinhamento dos sistemas fisiológicos ministrando estímulos ao organismo e compondo o equilíbrio homeostático natural (BATISTELA, 2012). 

Quando passamos por uma situação de pressão, o corpo passa por alguns ajustes. “O batimento cardíaco acelera porque o coração tem que bombear mais sangue para os músculos que precisam receber mais energia. Há um aumento da respiração e da pressão arterial, entre outras coisas”. Quando nosso corpo passa por esses ajustes e não liberamos essa adrenalina isso acaba gerando o estresse. Quando isso acontece, nosso corpo nos dá alguns sinais de que estamos com estresse como: a alteração de sono, tensão muscular, problemas na pele, hipertensão, alterações de humor, ansiedade, entre outros sinais (BORDIN,2016). 

Podemos definir o estresse como “toda reação do organismo, juntamente com os componentes psicológicos, físicos, mentais e hormonais que surge quando ocorre uma necessidade de adaptação e gera um evento estressor e pode ser prejudicial se houver uma exposição prolongada ao evento ou uma predisposição do indivíduo a determinadas doenças (ALVES et al., 2015).

Fatores que levam o indivíduo a ter problemas físicos e psicológicos são o aumento de carga horária no emprego, mudanças bruscas de rotinas, excesso de tarefas, dificuldade de locomoção de um ambiente a outro, poucas horas de descanso, dificuldade financeiras, entre outros fatores, eles contribuem para um desequilíbrio físico-emocional, se permanecerem por um período muito longo (DURÃES et al., 2015). 

Segundo Canto et al. (2009) problemas pessoais psíquicos como um divórcio e o crescimento dos filhos, pode causar dores intensas em um indivíduo. Toda perda gera um desequilíbrio afetivo e emocional. 

A massagem relaxante é recomendada tanto para adultos, quanto para crianças, pois ela traz grandes benefícios, para os adultos ajuda no alivio e na cura de dores, melhora na flexibilidade (VERONESE, 2009). E nas crianças os benefícios são: a melhora do sono, maior concentração nas atividades, um vínculo maior com a mãe se for ela que fizer a massagem, entre outros benefícios (BRITO et al., 2010). Cada indivíduo possui um desenvolvimento físico e mental diferente do outro, principalmente no parâmetro de dores, algumas pessoas são mais sensíveis a dores quantos outras. 

Quando um indivíduo passa por um período prolongado de dor seu humor muda drasticamente ele pode ser tornar uma pessoa mal-humorada ou uma pessoa muito triste não tendo muita autoestima podendo até em casos mais graves entrar em depressão. Para que uma pessoa possa ter uma qualidade de vida, não é apenas um emprego com um salário ótimo, mas também com uma rotina no seu trabalho e em sua família que façam bem a ele, uma terapia que traz ao paciente um equilíbrio físico-emocional é a massagem, pois o toque na pele manipula tecidos subjacentes e ativa os receptores sensitivos que temos localizados em todo o nosso corpo (DROZEK, 2011) .

quarta-feira, 16 de agosto de 2017

A massoterapia


A massoterapia realiza a manipulação manual dos tecidos mais moles do corpo, assim como movimentações nas articulações. Pensar em massoterapia é pensar em relaxamento, mas os benefícios desta massagem vão muito  além disso.
As melhorias são visíveis nas pessoas que recebem este tipo de massagens no próprio dia. Ela vai enfrentar o seu dia a dia de forma mais relaxada, com mais concentração, colhendo resultados disso mais tarde, com melhores performances em todos os sentidos.
Os benefícios da massoterapia, para quem recebe este tipo de massagens, ajuda a combater a ansiedade, alivia dores musculares, estimula a circulação sanguínea, ajuda a eliminar resíduos metabólicos do corpo, além de fortalecer o sistema imunológico.
massoterapia é uma grande aliada no combate ao estresse da vida moderna que nós temos e uma forma muito boa de promover a qualidade de vida de cada um.

terça-feira, 15 de agosto de 2017

Massagem no inverno: confira os benefícios


No inverno retemos líquidos naturalmente, e com o frio, a vontade de comer doces e guloseimas é inevitável. Pensando nisso, os espaços de beleza, spas e clinicas dermatológicas ficam cheias nesse período, e as massagens e drenagens linfáticas se destacam.

 5 benefícios de fazer massagem e drenagem linfática neste inverno:

1 – Inverno pode ser sinônimo de gula, já que com o frio tendemos a comer mais besteiras. A massagem tem o poder ainda de aliviar o estresse e a ansiedade”.

2 – Os óleos essenciais usados na massagem, como por exemplo, coco e flor de laranjeira são ótimos, pois hidratam e nutrem a pele ressecada, típica do inverno.

3- Dores e contraturas musculares são muito frequentes quando o frio chega e a massagem pode ajudar eliminando as tensões e a fadiga.

4- No caso das massagens modeladoras e redutoras de medidas, mais um benefício é já preparar o corpo para o verão durante o inverno, período em que as pessoas praticam geralmente menos exercícios físicos.

5- As manobras da massagem melhoram a circulação sanguínea, a circulação linfática e desintoxica o organismo. Isso se reflete em nossa saúde aumentando a nossa resistência contra patógenos externos.

segunda-feira, 14 de agosto de 2017


segunda-feira, 7 de agosto de 2017

Massagem alivia a dor e descontrai o corpo e a mente



A Massagem alivia a dor e descontrai o corpo e a mente. 

A massagem é uma das formas mais puras de tratar alguns tipos de enfermidades.

As diferentes manipulações e movimentos que as mãos vão praticando sobre o lugar que o aflige, vão exercendo diferentes pressões, de intensidades distintas, para que o alívio da dor seja feito de uma maneira mais rápida e imediata possível.



MANIPULAÇÃO DE TECIDOS MOLES
Os tecidos moles são todos aqueles tecidos que interligam, apoiam ou protegem outras estruturas e órgãos do corpo humano, como músculos, tendões, gordura, vasos sanguíneos e nervos.

Esta terapia visa tratar os problemas que envolvem este tipo de tecidos, que muitas vezes são os mais difíceis de tratar, já que não se consegue ver o que se passa dentro da pele, em volta dos músculos, ou nas junções.

Um especialista neste tipo de manipulação, consegue avaliar e diagnosticar o tratamento das diversas condições incapacitantes e dolorosas que se tem no dia-a-dia.

Sejam desportistas ou donas de casa, eles encontram sempre alguma maneira inovadora, rápida e natural para aliviar aquela dor misteriosa, e tratá-la o mais eficientemente possível para o fazer voltar o mais rápido possível à sua vida ativa.

MANIPULAÇÃO VISCERAL

Muitos dos problemas da coluna podem não estar directamente relacionados com os ossos.

O fato do corpo ser um só e estar tudo intimamente interligado, levará a que problemas de outros pontos do corpo influenciem o funcionamento de todos.

Todos os órgãos vitais (coração, fígado, pulmões, entre outros) estão fisicamente ligados à coluna, e qualquer complicação que possa acontecer ao nível visceral, poderá influenciar o funcionamento da espinha dorsal.

Quando ficamos em situações de stress, quer seja físico ou emocional, a dor poder-se-á ressentir nos órgãos, que, por sua vez, influenciará o desempenho da coluna, ou vice-versa, porque qualquer problema da coluna poderá estar a afetar algum órgão.

Traumatismos e posturas incorrectas também podem originar mau estar, o que leva ao bloqueio de mecanismos que fazem os órgãos trabalharem em sincronia, algo que é extremamente necessário para ter uma vida saudável.

Esta falta de sincronia poderá levar a um deficiente funcionamento dos órgãos vitais, que por sua vez poderá causar alguns problemas de saúde, nomeadamente dificuldades em respirar, urinar ou prisão de ventre.

Esta terapia visceral está diretamente apontada para resolver este tipo de problemas ao apalpar os órgãos, são estimulados mecanismos naturais do corpo, que retiram todas as tensões físicas e emocionais que poderão estar a sofrer.

Com este tratamento, poderá voltar a ter a sincronia necessária entre os órgãos para que toda a estrutura do seu corpo que os rodeia possa funcionar como um relógio.
Ocorreu um erro neste gadget
Related Posts with Thumbnails